Tipos de Papel para Artesanato – Descubra Agora

Mimo Crafts

Publicado em dezembro 1, 2021

29

Olá! Neste post, vamos te mostrar os tipos de papel para artesanato personalizado que você pode usar na sua produção do dia a dia. Ainda, você também pode ver como escolher os produtos certos para seus artesanatos.

 

Tipos de Papel para Artesanato - Descubra Agora

 

Escolher o melhor material para fazer seus artesanatos é importante para a qualidade do produto final. Por isso, é bom conhecer qual matéria prima se encaixa no que você precisa e no que quer desenvolver.

Além dos aspectos visuais também serem bem diferentes. Mas como escolher o melhor papel para artesanato entre tantas opções diferentes? Calma, que a gente conta para você!

Hoje, existem diversos tipos de papéis, com diferentes gramaturas e texturas que podem ser usados como material para produções de peças artesanais. Dessa maneira, pode ser difícil ter que escolher entre eles.

Então, você sabe qual o melhor papel para artesanato? Se você ainda não tem a resposta para essa pergunta, continue com a gente lendo este artigo e descubra!

Qual o Melhor Papel para Artesanato?

Portanto, é complicado entender qual o melhor tipo de papel para artesanato, principalmente com a grande variedade e diferenças. Então, confira 6 boas opções de papéis para fazer artesanato personalizado:

  1. Cartolina
  2. Papel Kraft
  3. Papel Fotográfico
  4. Chipboard
  5. Papel Crepom
  6. Papel Vegetal

Ainda, existem vários outros tipos de papel para artesanato. Eles tem características diferentes entre si, com maior e menor resistência e  durabilidade.

De maneira geral, não existe uma resposta correta para essa pergunta. Isso acontece porque diferentes tipos de artesanato pedem diferentes tipos de papeis.

Portanto, o melhor material depende do tipo de criação que você fará e qual sua expectativa em relação ao produto final. Por isso, quanto mais alternativas conhecer, melhor é para escolher o material perfeito para seu projeto.

Dessa maneira, você pode aprender como usar cada um deles, a melhor maneira de aplicar, e quais os possíveis resultados finais.

Já pensou se você escolhe um papel super fininho e delicado e, na hora de aplicar no projeto, o formato do artesanato ou o peso do que ele acomodar faça com que ele rasgue? Por isso é que é tão importante conhecer as indicações de uso.

Somente assim é que você pode não só pensar na estética, mas também na funcionalidade do material em seu artesanato.  Preste bastante atenção nessa etapa, ela é super importante!

Como citamos antes, existem diversas alternativas para usar em suas peças artesanais, e é importante conhecer cada uma. Só assim você consegue chegar `às melhores criações.

Por isso, criamos uma lista com os principais tipos de papeis para artesanato, e assim você pode escolher qual deles usar e qual o efeito que eles podem garantir para seus projetos, confira:

1 – Cartolina

A cartolina é um papel muito utilizado em artesanatos escolares, ou produção de cartazes. Ela tem gramatura média e é bem flexível, com pouca resistência e durabilidade.

Além disso, ela também marca e cria vincos com facilidade, então, cuidado na hora de usar em seus personalizados. É um dos materiais mais populares, e também muito utilizado para a produção de scrapbooks.

 

Cartolina para Artesanato

 

2 – Papel Kraft

O papel kraft é um tipo de papel rústico e mais firme para artesanato, usado também em embalagens, principalmente de alimentos. Ele também é flexível, com resistência e gramaturas também médias.

 

Papel Kraft para Artesanato

 

Além disso, ele vinca com facilidade e você pode aplicar em seus projetos de artesanatos mais delicados, ou para composição de outros produtos. E você encontra ele em versões convencionais, em rolo, em folhas  e até no formato adesivo.

Por ter um aspecto mais rústico, ele é muito usado para representar madeira nos artesanatos. Como ele recebe bem impressão, muitas artesãs costumam até a incrementar a produção por meio da impressão de texturas de madeira. O resultado é surpreendente!

3 – Papel Fotográfico para Artesanato

O Papel Fotográfico é um dos tipos de papel para artesanato mais versáteis que estão disponíveis no mercado. Assim, você pode usar para uma infinidade de projetos, sua criatividade determina o limite.

Geralmente, ele tem gramatura mais baixa, mas isso é relativo, pois existem opções até de 220g/m², por exemplo. Também há versões adesivas e até dupla face.

Normalmente, esse tipo de papel é usado para impressões que precisam de mais resolução, nitidez, ou seja, que precisam ficar com uma qualidade e riqueza de detalhes superior. Depois, ele é aplicado em cadernos, canecas e outros tipos de criações.

No vídeo abaixo, a Mih Pocket, do nosso Time dos Sonhos Mimo Crafts, mostra as diferenças entre vários tipos de papéis fotográficos e suas utilidades.

 

 

4 – Chipboard

O Chipboard é um tipo de papel para artesanato com uma gramatura e espessura mais altas. Assim, ele pouco rígido para certos tipos de artesanato. Pode ser recortado com diversos formatos. É muito usado em projetos artesanais de cartonagem.

Assim, é possível usar o chipboard como base para diversas criações. Ele parece mais ou menos como uma madeira bem fina, ou papel mais grosso, pois tem gramatura mais alta. Ele é excelente para criações bem delicadas, móbiles e vários outros projetos.

 

Chipboard para Artesanato

 

5 – Papel Crepom para Artesanato

Este tipo de papel para artesanato também é conhecido como papel corrugado, pela textura diferente. Assim, ele não é um material liso. Contudo, é preciso saber bem como manusear, porque é um produto delicado e fino.

 

Papel Crepom para Artesanato

 

Normalmente é usado para criar flores artificiais e arranjos, dando uma aparência delicada e realista ao produto final. Se você procura um tipo de papel para brincar com diferentes apresentações, ele pode ser perfeito.

6 – Papel Vegetal

O papel vegetal pode ser usado de diferentes tipos de artesanato. Ele tem uma gramatura leve e espessura bem fina.  Ele pode ser útil para fazer decalque e transferência de desenhos em artesanato.

 

Papel Vegetal

 

Ele também é super versátil, e se você precisar replicar alguns desenhos, é muito útil. Por isso, vale a pena aproveitar a dinâmica dessa matéria-prima em seu personalizado.

Ele também aceita impressão, mas, ela precisa ser feita com mais cuidado para não borrar. É bom esperar um tempo até a tinta secar..

Também é muito usado para artesanatos que precisam ser atravessados pela luz, como as luminárias personalizadas, por exemplo. É o que você vê no vídeo a seguir:

 

 

O Que é Papel Colorido na Massa?

Durante o processo de produção de papel colorido, ele pode ser criado de duas maneiras diferentes. Uma delas, é quando a cor é acrescentada apenas na superfície: seja na frente e no verso ou apenas na frente.

Assim, quando você rasga ou corta o papel colorido (na frente e no verso) mais comum, pode ver que o interior dele é branco. No caso do papel colorido apenas na frente, a aparência é ainda mais esquisita para artesanatos.

Nesse último exemplo, muitas vezes, é necessário colar outro papel para dar um acabamento mais bonito. Isso ocorre muito com um topo de bolo.

Contudo, com os papéis coloridos na massa, esse problema não acontece, já que a cor está presente e visível em toda a sua composição. Então, isso cria um visual mais agradável caso ele se rasgue, como mostramos na foto abaixo. 

 

Papel com Massa Colorida

 

Essa característica também garante um acabamento mais bonito quando você precisa cortá-lo ou vincá-lo, já que não ficam aquelas bordas brancas aparentes.

Portanto, na hora de escolher o melhor tipo de papel para artesanato, você também precisa considerar a coloração pensando no resultado final. Se precisar de cores vivas, esse papel pode criar efeitos incríveis.

E por falar em cor se seu artesanato for colado ou precisar durar muito tempo, vale considerar optar por um papel que seja livre de ácidos em sua composição. Pois, isso aumenta a durabilidade dele e ainda impede que ele se manche ao entrar em contato com a cola ou com a umidade do ambiente.

Pensar no impacto das cores no visual final é uma etapa bem importante na hora de escolher o melhor papel para fazer artesanato.

Como Escolher a Melhor Gramatura de Papel?

Gramatura é a medida que representa a densidade do papel em gramas por metro quadrado (g/m²). No mercado brasileiro, é comum as empresas usaram apenas o “g” após a numeração. Isso significa que um papel 180g, por exemplo, na verdade, possui 180g a cada metro quadrado.

Contudo, você pode estar se perguntando como pode a medida ter sido padronizada em metros se, geralmente, os papéis são bem menores. A explicação é que as fábricas não produzem folhas pequenas como conhecemos, tal como um formato A4.

Então, elas produzem um papel gigante de metros, que depois é cortado nos diferentes tamanhos comerciais: A3, A4, A5 e assim por diante.

Diferenças entre espessura e gramatura

Vale lembrarmos também que espessura e gramatura são medidas e conceitos bem diferentes um do outro. A espessura é equivalente à distância entre as superfícies do papel, isto é, frente e verso.

Como até mesmo as folhas mais grossas são muito finas, essa valor é expresso em micra, que, por sua vez, é o plural de micron. Muitas vezes, é comum se referir a essa medida como micragem ou micrômetro do material.

Todos esses termos são representadas pelo símbolo µm. E essa unidade de medida foi convencionada para representar espessuras por ela ser microscópica, ou seja, 1 micron é milésima parte de 1 milímetro.

Porém, tanto a espessura quanto a gramatura de um papel pode variar de marca para marca, mesmo que se analise produtos concorrentes. É que características como tamanhos e compactação das fibras influenciam diretamente nesses valores.

Melhor Gramatura de Papel para Artesanato

Escolher qual a melhor gramatura de papel para o artesanato a ser criado dependerá da função dele. Normalmente, as gramaturas de 75g, 90g, 115g, 120g, 150g, 180g e 250g são as mais usadas no mercado artesanal, mas isso varia muito.

Dessa forma, quanto maior o número da gramatura, mais espesso, resistente e rígido será o papel, ou seja, mais estabilidade você dará para o projeto. Por outro lado, quanto menor for essa densidade, mais macio, flexível, frágil e fino papel será esse material.

Então, você precisará escolher a gramatura de acordo com o resultado final que esse artesanato precisa apresentar. Por exemplo, uma capa de agenda ou planner normalmente precisa ser bem dura e resistente. Então, talvez seja recomendado um chipboard que tem gramatura altíssima para servir de base e um fotográfico 250g para receber a impressão personalizada e revesti-la.

Por sua vez, o miolo desse mesmo artesanato geralmente é impresso em papel 75g, o sulfite de impressão. Já para fazer cartões de visita personalizados, normalmente, usa-se um de 210g a 300g.

Por outro lado, uma caixinha para doces de festa ou uma caixa milk ou uma caixa bala precisa ter resistência para aguentar o peso do que ela carregará. Então, o papel colorido 180g já atende perfeitamente a essa finalidade.

Outro exemplo é uma festa na caixa ou uma caixa para bolo de aniversário grande ou cartonagem, que precisam ser muito resistentes para aguentar pesos de 500g ou mais. Nesse caso, o chipboard  já volta a ser o mais indicado.

Além disso, considere também o fator impressão, principalmente se você só tiver uma impressora caseira. Pois, os papéis de gramaturas mais leves normalmente são os mais compatíveis com as impressoras não profissionais.

Imprimir em papéis de gramaturas muito altas é um trabalho para máquinas robustas, de gráficas profissionais.

Dessa maneira, na hora de escolher a gramatura, avalie tudo o que puder sobre o artesanato final: flexibilidade, resistência, colorações, impressões e até o peso.

Pronto, agora, você já sabe como escolher o melhor papel para artesanato.

Comente o post aqui